Município Peso da Régua

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

A Câmara Municipal do Peso da Régua manifesta, publicamente, total desacordo e oposição com a decisão da CP – Comboios de Portugal de suprimir, a partir do próximo mês de agosto, cinco comboios diários na Linha do Douro.

Consideramos que esta decisão irá comprometer seriamente o desenvolvimento sustentado que se pretende para o interior do país, uma vez que contribuirá fortemente para a sua descapitalização.

Não temos dúvidas que o desenvolvimento coletivo depende da forma como potenciarmos o que os concelhos e as regiões têm de melhor. No caso de Peso da Régua e do Douro, a dinamização da economia depende, cada vez mais, do turismo, o qual se pretende diferenciador, por forma a que a região se possa afirmar como o quarto destino de preferência em Portugal. Numa altura em que o fluxo de turistas aumenta, não compreendemos a decisão da CP – Comboios de Portugal, que condiciona a mobilidade de quem quer vir ao Douro e compromete o desenvolvimento sustentado de vários concelhos, de uma região. O desagrado vai mais longe quando pensamos nas pessoas que dependem diariamente da ligação ao Porto, para trabalhar ou estudar. Com esta resolução, todas essas pessoas serão forçadas a alterar as suas vidas.

Diante de uma decisão que compromete seriamente Peso da Régua, o Douro e todo o interior de Portugal, o Presidente da Câmara Municipal do Peso da Régua vai solicitar, com caráter de urgência, uma reunião ao Presidente da CP – Comboios de Portugal, por forma a conhecer as motivações que conduziram a esta decisão, manifestar o seu desacordo e demonstrar a importância vital da linha do Douro para a região, para a mobilidade de milhares de pessoas e para o incremento da economia regional. Nesta altura, resta-nos aguardar, com expetativa, mas, sobretudo, com o compromisso de que não baixaremos os braços diante de mais uma decisão política que penaliza, uma vez mais, gravemente a região. Sabemos que este também é o sentimento das nossas gentes e, por isso, a defesa será intransigente.